Para além da dor: primeiro episódio da websérie mostra a importância do paliativismo na Casa de Cuidados do Ceará

9 de outubro de 2021 - 10:25 # # # #

Assessoria de Comunicação da CCC
Texto: Márcia Catunda
Foto: Holanda Júnior


Ao todo, quatro episódios serão lançados até o fim de outubro

Neste sábado (9), Dia Mundial de Cuidados Paliativos, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) inicia a websérie “Cuidados paliativos: para além da dor”. Ao todo, três produções audiovisuais mostrarão o trabalho desenvolvido pelas equipes de saúde dos hospitais Geral de Fortaleza (HGF), São José (HSJ) e da Casa de Cuidados do Ceará – que abre a sequência de quatro vídeos, a serem publicados até o fim deste mês. Vale ressaltar que outras unidades da Rede Sesa também realizam a abordagem multidisciplinar.

A Casa de Cuidados do Ceará (CCC), espaço implementado pela Secretaria sob administração do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), é uma das instituições da Rede que atuam com cuidados paliativos, práticas que previnem e aliviam o sofrimento do paciente por meio da identificação precoce, avaliação correta e do tratamento da dor e de outros problemas. Este tipo de cuidado é destinado a qualquer pessoa que tenha uma condição de saúde que ameace ou limite a sua vida, sendo voltado para o controle de sintomas, conforto, qualidade de vida e bem-estar do paciente enquanto ele estiver sendo assistido, conforme foi definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O equipamento busca reabilitar afetados pela Covid-19 e recuperar e desospitalizar, de forma humanizada, pessoas acometidas por outras doenças, como Acidente Vascular Cerebral (AVC) e traumas. Os pacientes recebidos na CCC possuem assistência de profissionais das áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Assistência Social, Fonoaudiologia, Nutrição e Psicologia, além de visitas médicas, com a adoção de todos os cuidados necessários na transição entre a estrutura hospitalar e o domicílio.

De acordo com a diretora do espaço, Ursula Wille Campos, os pacientes que recebem cuidados paliativos são aqueles com doença grave e sem cura, a fim de aliviar o sofrimento dessas pessoas. “Os cuidados paliativos visam ao tratamento de doenças ameaçadoras de vida que necessitam de cuidados especiais e tratamentos especiais para controle de sintomas, visando sempre a qualidade de vida do paciente. No caso do paciente lotado na CCC, ele recebe apoio de psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros e médicos, cada um atuando na sua área com o mesmo objetivo: promover um atendimento de qualidade”, afirma Wille.

A irmã de Elizabeth Marques estava internada no Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA) para tratamento de diabetes avançada antes de ser transferida para a Casa de Cuidados. Elizabeth acompanhou todo o tratamento e, com isso, passou a atuar como cuidadora da própria irmã. “Quando minha irmã foi transferida pra cá (CCC), ela estava usando sonda. Ela não conseguia se alimentar nem se movimentar e sequer interagia. Ela é surda e muda. Os profissionais cuidaram dela com toda dedicação e a evolução foi incrível”, relata.

A irmã de Marques ficou cerca de dois meses na unidade até receber alta. “Ela não volta pra nossa casa como uma pessoa doente ou acamada. Ela volta interagindo com a gente. A situação dela só vem melhorando a cada dia. Isso eu devo à Casa de Cuidados aqui do Ceará. Sou muito grata a todos da equipe”, acrescenta, emocionada.

Assista ao primeiro episódio: