Faltam 15 dias para encerrar vacinação contra a gripe

15 de maio de 2019 - 14:39 # # # #

Assessoria de Comunicação da Sesa
Repórter: Fátima Holanda

A população que faz parte dos grupos prioritários precisa procurar o posto de saúde mais próximo de sua casa para vacinar e ficar protegida contra a gripe. A vacina está disponível nos 2.385 postos de saúde nos 184 municípios do Ceará. A Campanha de Vacinação contra a gripe termina no dia 31 de maio.

Os grupos prioritários são compostos por crianças de seis meses até menores de seis anos e gestantes, idosos com 60 anos ou mais, mulheres com até 45 dias após o parto, doentes crônicos, trabalhadores da saúde, população indígena, adolescentes e jovens sob medida socioeducativa, população carcerária, funcionários do sistema prisional, professores de escolas públicas e particulares e os profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas).

“O quanto antes a pessoa estiver vacinada, mais rápido vai estar protegida. Necessita de vinte dias para a pessoa estar protegida”, lembra a Coordenadora de Vigilância em Saúde, Daniele Queiroz.

A 21ª Campanha de Vacinação Contra a Gripe teve início no dia 10 de abril para crianças de seis meses até menores de seis anos e gestantes; desde 22 de abril, começou para os outros grupos prioritários.

“Para os grupos prioritários, a gripe pode evoluir para uma forma grave e a pessoa pode necessitar de hospitalização e alguns casos pode evoluir para morte”, lembra Daniele.

Durante o bate-papo com a população através de seus perfis nas redes sociais (Facebook e Instagram) na última terça-feira, 14, o Governador do Ceará, Camilo Santana, ressaltou a importância da vacinação para os grupos prioritários.

O Centro de Saúde Meireles, do Governo do Ceará, já vacinou 12.090 pessoas do público prioritário desde o início da campanha até esta terça-feira, 14. A estudante do curso de Direito, Tainara Luana, desde a gestação vem a essa unidade de saúde para tomar as vacinas e nesta quarta-feira, 15, levou o filho de onze meses para tomar a vacina contra a gripe.

“Vacinar contra gripe é muito importante, pois tenho muito medo por isso sou bem criteriosa neste aspecto”, diz a estudante.

A vacina contra a influenza é trivalente. Protege contra H1N1, H3N2 e B/Colorado/06/2017. A influenza é uma doença sazonal, mais comum no inverno. No Brasil, devido às diferenças climáticas e geográficas, podem ocorrer variações nas intensidades de sazonalidade da influenza e em períodos distintos nos estados.

A estudante deixou um recado para os pais das crianças de seis meses a menores de seis anos que ainda não levaram os filhos para vacinar. “Aconselho aos pais a levarem seus filhos para se vacinarem contra a gripe, pois é importante cuidar da saúde das crianças”, destaca Tainara.

Até 14h30min desta quarta-feira, 15 de maio, foram vacinadas no Ceará 1.546.848 pessoas dos grupos prioritários (60,34%). A meta é vacinar 90%.

– 483.165 (67,53%) crianças de 6 meses a menores de 6 anos
– 69.280 gestantes (73,16%)
– 103.571 trabalhadores de saúde (56,62%)
– 11.293 mulheres com até 45 dias pós-parto (72,53%)
– 568.929 idosos (59,34%)
– 15.044 índios (57,70%)
– 67.759 professores de escolas públicas e particulares (61,52%)
– 210.061 doentes crônicos (50,60%)
– 2.791 População Privada de Liberdade (9,09%)
– 3.383 Funcionários do Sistema Prisional (99%)
– 6.063 Policiais Civis, Militares, Bombeiros e membros ativos das Forças Armadas (19,03%)

Ouça

Em conversa com os internautas nas redes sociais, na última terça-feira, o governador Camilo Santana convocou a população para se vacinar.

O Ceará alcança a meta da cobertura de vacinação contra a gripe desde 2008. A expectativa é que mais de 2,5 milhões de cearenses sejam vacinados, como destaca a coordenadora da Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde, Daniele Queiroz.

Vale lembrar que a vacina contra a influenza é trivalente. Protege contra H1N1, H3N2 e B/Colorado/06/2017. A doença é sazonal e mais comum no inverno. Devido às diferenças climáticas e geográficas do Brasil, podem ocorrer variações nas intensidades de sazonalidade da influenza e em períodos distintos nos estados.

A coordenadora Daniele Queiroz reforça os grupos que devem tomar vacina prioritariamente.