Saúde realiza oficina para estratégias no combate a doenças infectocontagiosas

2 de fevereiro de 2018 - 08:48 # # #

alt

Nos próximos dias 5 e 6 de fevereiro, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) realizará a Oficina de Planejamento Estratégico e Controle das IST/ HIV/ Aids e Hepatites Virais. A oficina ocorrerá no Hotel Plaza Praia Suítes, das 8 às 17 horas. Profissionais de saúde e organizações da sociedade civil foram convidados para planejarem metas e atividades prioritárias para o controle das infecções sexuais transmissíveis, HIV/ aids e hepatites virais no Ceará.

“Esse planejamento é para pensar e traçar estratégias de enfrentamento e controle das doenças para 2018/ 2019. A retomada com os parceiros dos municípios e organizações da sociedade civil é resultado de um planejamento interno para chamar outros setores, todos que podem ajudar”, ressalta Telma Martins, articuladora as IST/ HIV/ Aids e Hepatites Virais da Sesa. Em 2017, foram confirmados 1.182 casos de infecção por HIV, 655 casos de Aids e 142 óbitos no Ceará. Em relação às hepatites virais, no mesmo ano, 153 casos de hepatite B e 162 de hepatite C foram confirmados no estado.

A qualidade da assistência prestada nos serviços de saúde e o diagnóstico precoce são as principais estratégias para a redução da mortalidade e morbidade às IST/ HIV/ Aids e Hepatites Virais. As principais medidas de controle de transmissão dessas doenças constituem-se na adoção de medidas de prevenção como o incentivo ao uso do preservativo nas parcerias sexuais. O não compartilhamento de objetos contaminados como lâminas de barbear e de depilar, alicates e acessórios de manicure e pedicure, agulhas, seringas e instrumentos para uso de substâncias injetáveis também são formas de prevenir HIV/ aids e as hepatites virais.

Saber do contágio pelo HIV precocemente aumenta a expectativa de vida do soropositivo. E quem busca tratamento especializado no tempo certo e segue as recomendações do médico ganha em qualidade de vida. Já as mães soropositivas têm 99% de chance de terem filhos sem o HIV se seguirem o tratamento recomendado durante o pré-natal, parto e pós-parto. Por isso, se a pessoa passou por uma situação de risco, como ter feito sexo desprotegido ou compartilhado seringas, é importante fazer o exame.

No Ceará funcionam 28 Serviços de Assistência Especializada em HIV/Aids (SAE), em 15 municípios. O objetivo destes serviços é prestar um atendimento integral e de qualidade aos usuários, por meio de uma equipe formada por médico infectologista e profissional de enfermagem. Em alguns serviços, a equipe é composta também de assistente social e psicólogo. Além do tratamento para o HIV/Aids, também é realizado testes para detecção do HIV e sífilis, como outros exames necessários para o melhor acompanhamento do paciente e a dispensação de medicamentos antirretrovirais.

As hepatites são doenças que atacam o fígado. As hepatites A e E são transmitidas por via oral-fecal, por contato entre indivíduos ou por meio de água ou alimentos contaminados pelo vírus. Já as hepatites virais B, C e D são transmitidas pelo sangue (via parenteral e vertical), esperma e secreção vaginal (via sexual). A hepatite aguda B no adulto normalmente tem um bom prognóstico – o indivíduo resolve a infecção e fica livre dos vírus em cerca de 90 a 95% dos casos. Porém quando essa infecção acontece em menores de um ano apenas cerca de 10% apresenta cura espontânea.

O teste, o tratamento e o acompanhamento das hepatites virais estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). A vacina contra hepatite B é de rotina e está disponível nos postos de vacinação dos municípios durante todo o ano para que a população não deixe de completar o esquema de imunização.

Mais informações: (85) 3219-5539

Serviço

Oficina de Planejamento Estratégico e Controle das IST/ HIV/ Aids e Hepatites Virais
Data: 5 e 6 de fevereiro de 2018
Horário: 8 às 17 horas
Local: Hotel Plaza Suítes – Rua Barão de Aracati, 94, Praia de Iracema

Núcleo de Comunicação

  • Coordenadora de Comunicação

    Helga Rackel

  • Jornalistas | Sesa

    Fátima Holanda
    Diego Sombra
    Martina Dieb
    Débora Morais
    Suzana Mont'Alverne

  • Designers | Sesa

    Jeorge Farias
    Fabio dos Santos
    Francisco Oliveira
    Kamile Façanha

  • Publicidade | Sesa

    Emanuelle Coelho
    Marina Quetzia

  • Escola de Saúde Pública do Ceará

    Ariane Cajazeiras

  • Hospital Geral César Cals

    Wescley Jorge

  • Hospital Geral de Fortaleza

    Márcia Ximenes

  • Hospital Infantil Albert Sabin

    Filipe Dutra

  • Hospital de Messejana

    Jéssica Fortes

  • Hospital São José

    Diana Vasconcelos

  • Hospital de Saúde Mental

    Milena Fernandes

  • Hospital Geral Waldemar Alcântara

    Edwirges Nogueira

  • Hospital Regional do Sertão Central

    Thiago Conrado

  • Hospital Regional do Cariri

    Raquel Oliveira

  • Hospital Regional Norte

    Teresa Fernandes

  • Hemoce

    Natassya Cybelly

  • UPA Fortaleza

    André Pinheiro