Fique por dentro

 
Imagem com o logo de medicamentos importados

Medicamentos Importados

Imagem com o logo de água mineral

Águas com alvará sanitário atualizado

Imagem com o logo de vigilância sanitária

Vigilância Sanitária

Imagem com o logo de bancos de leite humano

Bancos de leite humano

Imagem com o logo de calendário vacinal

Calendário de vacinação

Imagem com o logo de animais peçonhentos

Animais peçonhentos: como se proteger

Medicamentos importados

 

A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), órgão público inscrito no CNPJ sob nº 07.954.571/0001-04, situado na Av. Almirante Barroso, nº 600, bairro Praia de Iracema – CEP: 60.060-440 – Fortaleza/CE, informa que realiza importação direta de medicamentos, em sua maioria para cumprimento de ações judiciais e também de materiais médico-hospitalares.

 

Os interessados deverão enviar suas propostas comerciais, preferencialmente através de Proforma Invoice para o e-mail nuplac@saude.ce.gov.br, dentro do prazo estabelecido para a cotação do referido item. Os processos são analisados individualmente de acordo com cada situação, podendo haver parecer favorável ou desfavorável. A empresa vencedora do certame será contatada pela área de importação da Sesa em até cinco dias úteis para que seja dada continuidade ao processo de aquisição.

 

A Proforma Invoice deverá ser enviada com todas as informações necessárias, de acordo com o regulamento aduaneiro: nome e endereço completo do exportador e do fabricante; especificação da mercadoria em português; marca, numeração e número de referência dos volumes, se houver; quantidade e espécie dos volumes, peso bruto da mercadoria, entendendo-se como tal, o da mercadoria com todos os seus recipientes, embalagens e demais envoltórios; peso líquido – assim considerado o da mercadoria livre de todo e qualquer envoltório; país de origem, como tal entendido aquele onde houver sido produzida a mercadoria ou onde tiver ocorrido a última transformação substancial; país de aquisição, assim considerado aquele do qual a mercadoria foi adquirida para ser exportada para o Brasil, independentemente do país de origem da mercadoria ou de seus insumos; país de procedência, assim considerado aquele onde se encontrava a mercadoria no momento de sua aquisição, preço unitário e total de cada espécie de mercadoria e, se houver, o montante e a natureza das reduções e descontos concedidos ao importador; frete, seguro e demais despesas relativas às mercadorias especificadas na fatura; condições e moeda de pagamento; NCM dos produtos e dados bancários completos para pagamento no exterior.

 

Observações: O frete e o seguro da carga deverão ser destacados em separado na Proforma, do contrário a mesma será recusada. A Proforma deverá estar datada, numerada e assinada. Incoterm: CIP (custo + frete + seguro). O fornecedor deverá incluir na Proforma Invoice todos os custos da mercadoria até o Aeroporto Internacional Pinto Martins em Fortaleza. O desembaraço aduaneiro é de responsabilidade da Sesa.

 

As emendas, ressalvas a entrelinhas feitas na fatura deverão ser autenticadas pelo exportador. Os volumes cobertos por uma mesma fatura terão uma só marca e serão numerados, vedada a repetição de números. Havendo infrações, a responsabilidade é do exportador.

 

O não cumprimento dos requisitos acima, desclassificará a empresa.

 

Informamos ainda que as empresas vencedoras do certame que não forem cadastradas, deverão
necessariamente realizar seu cadastro de fornecedor junto à Secretaria da Saúde do Ceará e à Secretaria de Planejamento e
Gestão do Estado (Seplag).

 

Todas as dispensas e inexigência alusivas aos vencedores das compras por importação direta são publicadas no Diário Oficial do Estado do Ceará.

 

Maiores informações, através da área de importação da Sesa, no telefone: (85) 3219-6507.

 

Medicamento Quantidade Prazo Observação Processo

Tiopronin

250 Mg

2 caixas c/ 100 cápsulas
04/09/19 a 09/09/2019
Ação judicial
07614076/2019

Proglicem (Diazóxito)

100 Mg

11 caixas c/ 100 cápsulas
04/09/19 a 09/09/2019
Ação judicial
07633305/2019

Cayston (Aztreonam)

75 Mg

102 caixas c/ 84 ampolas (8.568 ampolas)
27/08/19 a 30/08/2019
Ação judicial
07432377/2019

Cystagon (Cisteamina)

150 Mg

40 caixas com 100 capsulas (4.000 cápsulas)
23/08/19 a 27/08/2019
Ação judicial
07350702/2019

Dieta Infantil RCF

384 ML

1.038 Latas
23/08/19 a 28/08/2019
Ação judicial
07317314/2019

Penepin

0,30 Mg (Adrenalina Injetável)

04 canetas
21/08/19 a 26/08/2019
Ação judicial
07300500/2019

Tiopronin

100 Mg

17 caixas com 100 cápsulas (1.700 cápsulas)
20/08/19 a 23/08/2019
Ação judicial
07162027/2019

Idebenone

150 Mg

108 caixas com 30 capsulas (3.240 cápsulas)
09/08/19 a 14/08/2019
Ação judicial
06952130/2019

Normosang

250 Mg (Hemina/Hematina 25mg/ml)

72 ampolas de 10 ml
25/07/19 a 30/07/2019
Ação judicial
06369876/2019

Trientine

250 Mg (Trientine)

09 caixas com 100 cápsulas
10/06/19 a 13/06/2019
Ação judicial
05011269/2019

Animais peçonhentos: como se proteger

 

Em todo o ano passado foram 3.976 acidentes registrados. Durante todos os dias do ano é preciso ter cuidado com os animais peçonhentos. Em julho, período das férias escolares, da exploração de trilhas, da poda do cajueiro e, também, do acasalamento e reprodução das cobras, os cuidados devem ser redobrados. Há registros de acidentes com animais peçonhentos em municípios das diferentes regiões do Estado, o que mostra que os perigos ocorrem indistintamente em ambiente urbano, no sertão, nas serras e no litoral. A melhor forma de evitar os acidentes com cobras, escorpiões, aranhas e outros bichos peçonhentos é a prevenção.

 

Os animais peçonhentos gostam de ambientes quentes e úmidos e são encontradas em matas fechadas, trilhas, próximo a residências com lixo acumulado, onde proliferam os ratos, dentro das casas, onde entram para se aquecer e procurar alimento, e se tornam agressivas durante a poda do cajueiro, que acontece nessa época do ano. Os trabalhadores do campo devem sempre utilizar os equipamentos de proteção individual (EPIs), como botas ou perneiras, evitar colocar as mãos em tocas, montes de lenha, folhas e cupinzeiros.

 

A melhor forma de evitar acidentes é adotar medidas de prevenção. Por isso é fundamental manter a casa e a área ao redor limpas, uma vez que o lixo e entulhos podem servir de abrigo para muitos destes animais. Também é importante ficar atento à limpeza de armários, já que ambientes escuros e úmidos servem de esconderijos para aranhas e escorpiões. Vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros, meias-canas e rodapé, além de utilizar telas e vedantes em portas, janelas e ralos, são outras formas de evitar a presença dos animais peçonhentos. Moradores de área rural e trabalhadores da agricultura não podem deixar de usar luvas e botas ao entrar em matas ou plantações. A Secretaria da Saúde do Estado faz as seguintes recomendações para evitar acidentes com animais peçonhentos terrestres.

 

alt

alt

Baixe aqui o arquivo para impressão

Bancos de leite humano

Redes de amamentação no Ceará

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, realiza ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. O Ceará é o primeiro do Nordeste e o sétimo do país em números de bancos de leite humano. Atualmente, o Estado tem nove bancos de leite humano, 14 postos de coleta de leite materno e 16 salas de apoio à mulher trabalhadora que amamenta, certificadas pelo Ministério da Saúde. Destas, seis ficam em hospitais da rede pública do Governo do Estado: Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Geral César Cals, Hospital Infantil Albert Sabin, Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar, Hospital Geral Waldemar Alcântara, em Fortaleza, e Hospital Regional Norte, em Sobral.

 

Na rede pública de saúde do Governo do Estado, a população tem uma estrutura de assistência e incentivo ao aleitamento materno por meio dos bancos de leite humano do Hospital Regional Norte, em Sobral, inaugurado há um ano, Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Geral Dr. César Cals e Hospital Infantil Albert Sabin, em Fortaleza. Os postos de coleta e os bancos de leite humano atendem a mulheres que desejam doar leite materno e assim, ajudar na recuperação das crianças hospitalizadas. Já as salas de apoio à amamentação são espaços dentro do local de trabalho em que a mulher, com conforto, privacidade e segurança, pode esvaziar as mamas, armazenando seu leite em frascos previamente esterilizados para, em outro momento, oferecê-lo ao filho.

 

A doação de leite humano é um ato voluntário de mulheres que estão amamentando. Elas doam aos bancos de leite humano o leite excedente para ser processado e distribuído com qualidade certificada a bebês hospitalizados, preferencialmente aqueles que nasceram prematuros e/ou com baixo peso. São crianças que ainda não podem ser alimentadas diretamente ao seio materno e suas mães nesse momento tem grande dificuldade de produzir e retirar o leite para os filhos. A necessidade de receber a doação de leite humano é constante nos bancos de leite.

 

Os bancos de leite humano do Hospital Geral de Fortaleza e Hospital Infantil Albert Sabin contam com uma equipe multidisciplinar disponível, de segunda à sexta-feira, das 7 às 17 horas, para atender gratuitamente às mães com dúvidas sobre amamentação, àquelas que desejam saber como doar o leite materno e também a outras pessoas solidárias que queiram doar frascos de vidro para estocar o leite doado, além de ter o serviço de coleta do leite em domicílio. Já o banco de leite do Hospital Geral César Cals funciona 24 horas. Ou seja, funciona todos os dias, inclusive finais de semana e feriados. E também faz coleta do leite doado em domicílio.

 

Para as mães que estão amamentado e moram na região de Sobral, o atendimento no banco de leite do Hospital Regional Norte ocorre todas as quartas-feiras, das 7 às 18 horas. A equipe multidisciplinar dos bancos de leite humano é formada por pediatra, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, nutricionista e farmacêutico.

 

Onde doar leite materno

 

Banco de Leite do Hospital Geral Dr. César Cals

Atendimento: 24 horas por dia, todos os dias da semana
Avenida do Imperador, 545, Centro, Fortaleza
0800 286-5678 / 3101-5367
bancodeleite@hgcc.ce.gov.br

 

Banco de Leite do Hospital Infantil Albert Sabin

Atendimento: segunda a sexta-feira, das 7 às 17h
Rua Tertuliano Sales, 544-B, Vila União, Fortaleza
0800 280-4169
blh@hias.ce.gov.br

 

Banco de Leite Humano do Hospital Geral de Fortaleza

Atendimento: segunda a sexta-feira, das 8 às 16h
Rua Ávila Goulart, 900, Papicu, Fortaleza
(85) 3101-3335

 

Banco de Leite Humano do Hospital Regional Norte

Atendimento: todas as quartas-feiras, das 7 às 18 horas
Av. John Sanford, 1.505, Bairro Junco, Sobral
(88) 3677-9467

 

Hospital São Vicente de Paula

Atendimento: domigo a domingo, das 6 às 18 horas
Av. Cel. João Coelho, 299 – Centro, Barbalha
(88) 3532-7100, ramal 278

 

Maternidade Escola Assis Chateaubriand

Atendimento: segunda a sexta-feira, 7 às 19 horas
Rua Coronel Nunes de Melo, s/n, Rodolfo Teófilo, Fortaleza
(85) 3366-8509
blhmeac@gmail.com

 

Hospital e Maternidade São Lucas

Atendimento: domingo a domingo, 7 às 19 horas
Rua São Benedito, s/n, São Miguel, Juazeiro do Norte
(88) 3511-4742
blh.juazeirodonorte@hotmail.com

 

Hospital Geral de Maracanaú

Atendimento: segunda a sexta-feira, 7 às 16 horas
Praça Henrique Mendes, s/n, Centro, Maracanaú
(85) 3521-5545

 

Hospital Jesus Maria José

Atendimento: segunda a sexta-feira, 7 às 17 horas
Av. Francisco Almeida Pinheiro, 2268, Planalto Universitário
(88) 3412-0681
blhquixada@hotmail.com

 

Como fazer a coleta do leite materno

 

A maioria das mulheres que estão amamentando produz leite em excesso, especialmente do terceiro ao quinto dia após o parto. A produção do leite depende do esvaziamento da mama e, quanto mais a mulher esvazia as mamas, mais leite ela será capaz de produzir. Assim, as mães que desejam doar leite materno para ajudar na recuperação dos bebês hospitalizados, podem estocar o leite em vidros de café solúvel esterilizados e doá-los para os bancos de leite humano. O leite deve ser conservado no congelador por até 10 dias. E caso seja descongelado, não pode ser congelado novamente.

 

Preparo do frasco para guardar o leite

 

– Lave um frasco com tampa de plástico (café solúvel, por exemplo), retirando o rótulo e o papel de dentro da tampa.
– Coloque o frasco e a tampa em uma panela, cobrindo-os com água.
– Ferva por 15 minutos, contando o tempo a partir do início da fervura.
– Escorra sobre um pano limpo até secar.
– Feche o frasco sem tocar com a mão na parte interna da tampa.
– O ideal é deixar vários frascos preparados.

 

Higiene pessoal antes de iniciar a coleta

 

– Lave as mãos e os braços até o cotovelo com bastante água e sabão.
– Lave as mamas apenas com água.
– Seque as mãos e as mamas com toalha limpa.

 

Local adequado para retirar o leite

 

– Escolha um lugar confortável, limpo e tranquilo.
– Forre uma mesa com pano limpo para colocar o frasco e a tampa.
– Evite conversar durante a retirada do leite.

 

Como fazer para retirar o leite

 

– Massageie as mamas com a ponta dos dedos, fazendo movimentos circulares no sentido da parte escura (aréola) para o corpo.
– Coloque o polegar acima da linha onde acaba a aréola.
– Coloque o dedo indicador e médio abaixo da aréola.
– Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo.
– Aperte o polegar contra os outros dedos até sair o leite.
– Pressione e solte. A manobra não deve doer. No começo o leite pode não fluir, mas depois de pressionar algumas vezes, o leite começa a sair com mais facilidade.
– Despreze os primeiro jatos ou gotas.
– Abra o frasco e coloque a tampa sobre a mesa forrada com um pano limpo, com a abertura para cima.
– Colha o leite no frasco, colocando-o debaixo da aréola.
– Mude a posição dos dedos ao redor da aréola para esvaziar todas as áreas.
– Alterne a mama quando o fluxo de leite diminuir e repita a massagem e o ciclo várias vezes.
– Lembre que ordenhar leite de peito adequadamente leva mais ou menos 20 a 30 minutos, em cada mama, especialmente nos primeiros dias.
– A retirada do leite pode ser feita ao mesmo tempo nas duas mamas.
– Após terminar a coleta, feche bem o frasco.

 

Como conservar o leite ordenhado

 

– Após a coleta, guarde imediatamente o frasco na geladeira, congelador ou freezer.
– Leite cru (não pasteurizado) pode ser conservado em geladeira por até 12 horas, e, no freezer ou congelador, por até 15 dias.

 

Como oferecer o leite ordenhado à criança

 

– O leite deve ser oferecido, de preferência, utilizando-se copo, xícara ou colher.
– Para alimentar o bebê com leite ordenhado congelado, este deve ser descongelado, de preferência dentro da geladeira. Uma vez descongelado, o leite deve ser aquecido em banho-maria fora do fogo. Antes de oferecer o leite à criança, é preciso agitar suavemente para misturar bem o leite.

 

Benefícios do aleitamento materno

 

Para o bebê

– O leite materno tem tudo o que o bebê precisa até os 6 meses, inclusive água, e é de mais fácil digestão do que qualquer outro leite, porque foi feito para ele.
– Funciona como uma verdadeira vacina, protegendo a criança de muitas doenças.
– Além disso, é limpo, está sempre pronto e quentinho.
– A amamentação favorece um contato mais íntimo entre a mãe e o bebê.
– Sugar o peito é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, ajuda a ter dentes bonitos, a desenvolver a fala e a ter uma boa respiração.

 

Para a mãe

– Reduz o peso mais rapidamente após o parto.
– Ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia de anemia após o parto.
– Reduz o risco de diabetes.
– Reduz o risco de câncer de mama e de ovário.
– Pode ser um método natural para evitar uma nova gravidez nos primeiros seis meses desde que a mãe esteja amamentando exclusivamente (a criança não recebe nenhum outro alimento) e em livre demanda (dia e noite, sempre que o bebê quiser) e ainda não tenha menstruado.

Águas com alvará sanitário atualizado

Informações atualizadas em: 16/09/2019.

A Secretaria de Saúde do Estado, com a preocupação de proteger a saúde da população, divulga relação das Águas Adicionadas de Sais e Águas Minerais que estão regularizadas junto a Vigilância Sanitária, cujo critério é o alvará sanitário atualizado. As empresas que se encontram na lista, são monitoradas através de inspeções sanitárias e análises do produto no Laboratório Central de Saúde Pública – LACEN/CE.

Ressaltamos que por ocasião da quebra de Boas Práticas por parte da empresa, a Vigilância Sanitária abre processo administrativo cuja penalidade é a cassação do alvará e a marca é retirada da relação.

O Coordenador de Promoção e Proteção à Saúde desta Secretaria, afirma que a divulgação da lista das águas, orienta os consumidores, qual a água que deve ser adquirida.

Segundo a definição do Código de Águas do Brasil (Decreto Lei 7.841, de 8 de agosto de 1945) no artigo 1º – Águas Minerais Naturais “São aquelas provenientes de fontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que possuam composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintas das águas comuns, com características que lhes confiram uma ação medicamentosa”. Neste código, as águas minerais naturais, são classificadas segundo suas características permanentes e segundo as características inerentes às fontes.

De acordo com a Resolução RDC nº 274/2005 – ANVISA, Águas Adicionadas de Sais são provenientes de água de surgência ou poço tubular, tratadas e adicionadas de sais de grau alimentício.

 

RELAÇÃO DAS EMPRESAS DE ÁGUA ADICIONADA DE SAIS,
REGULARIZADAS NA VIGILÂNCIA SANITÁRIA 

MARCA MUNICÍPIO CNPJ ALVARÁ
ACQUA FONTE FORTALEZA 20.288.883/0001-94 4269.2019/07-1143
ACQUA RIOS FORTALEZA 08.666.193/0001-26 3791.2018/11-757
ACQUAMIL MARANGUAPE 10.631.769/0001-61 3912.2018/11-767
AGUA QUIXERAMOBIM 26.072.624/0001-08 3763.2018/11-1319
AGUA ADICIONADA DE SAIS BETEL MARACANAÚ 29.652.337/0001-65 4143.2019/07-1530
AGUA ADICIONADA DE SAIS MINERAIS-GRANDEZA FORTALEZA 20.207.763/0001-15 4238.2019/03-955
AGUA ADICIONADA DE SAIS PRIMAVERA FORTALEZA 10.835.540/0001-49 4027.2018/01-384
AGUA ADICIONADA DE SAIS SOL BRILHANTE PEDRA BRANCA 19.180.274/0001-38 3999.2018/02-984
AGUA APODI TABULEIRO DO NORTE 02.783.943/0001-63 3859.2018/11-126
AGUA CINCO ESTRELAS MARACANAÚ 19.127.139/0001-29 4355.2019/07-915
AGUA D JACO FORTALEZA 15.621.144/0001-32 3939.2018/12-840
AGUA DA FONTE RUSSAS 25.177.378/0001-96 3903.2018/12-1375
AGUA DA PEDRA ARACOIABA 24.762.561/0001-96 3819.2018/10-1359
AGUA DIAMANTINA QUIXERAMOBIM 18.440.840/0001-30 4280.2019/05-949
AGUA DO VALE ITAREMA 20.853.153/0001-99 4116.2019/05-1200
AGUA DU VO IRACEMA 22.770.047/0001-77 4283.2019/08-1413
AGUA FINA-FLOR MARACANAÚ 18.660.345/0001-37 3893.2018/11-874
AGUA GOOD LIFE GROAIRAS 22.442.632/0001-48 4416.2019/09-1448
AGUA HIALINA SENADOR POMPEU 00.561.702/0001-44 4171.2019/05-116
AGUA IDALINA JUAZEIRO DO NORTE 27.852.518/0001-00 4484.2019/09-1602
AGUA IDEAL IGUATU 19.799.274/0001-10 4344.2019/07-1316
AGUA INHAMUNS AIUABA 00.120.018/0001-27 4166.2018/08-597
AGUA ISABELLA SÃO LUIZ DO CURU 23.129.528/0001-60 3902.2018/11-1268
AGUA ITAJUI PARAIPABA 22.192.733/0001-08 3926.2018/12-1003
AGUA KERO MAIS FORTALEZA 41.408.923/0001-64 4089.2018/03-1231
AGUA LIDER TRAIRI 25.463.943/0001-81 4125.2019/03-1383
AGUA MAIS VIDA JATI 19.232.193/0001-34 4311.2019/08-1240
AGUA MARILIA FORTALEZA 01.007.036/0001-60 4157.2019/04-619
AGUA MIRELA FORTALEZA 22.270.916/0001-02 3961.2018/11-1217
AGUA NATIVA DO CAMPO JAGUARIBE 17.940.361/0001-10 4140.2019/05-971
AGUA NOVA VIDA FORTALEZA 17.522.564/0001-97 4366.2019/07-898
AGUA OASIS FORTALEZA 17.846.539/0001-69 3991.2018/11-933
ÁGUA OURO AZUL FORTALEZA 04.742.965/0001-00 4203.2019/03-074
AGUA PEROLA FORTALEZA 10.248.400/0001-74 3877.2018/11-360
AGUA PINGO AZUL MARACANAÚ 12.073.180/0001-10 3887.2018/11-678
AGUA PINHEIRO GUARACIABA DO NORTE 24.103.768/0001-59 4349.2019/08-1271
AGUA PLENA FORTALEZA 21.402.157/0001-13 3911.2018/10-935
AGUA PUREZA EUSÉBIO 10.736.229/0001-42 3992.2018/11-506
AGUA RESERVA CAUCAIA 24.084.735/0001-09 3802.2018/11-1488
AGUA SANTA IVONE PENTECOSTE 17.800.861/0001-57 4207.2019/06-973
AGUA SANTA MONICA FORTALEZA 05.426.755/0003-38 4255.2019/07-991
AGUA SANTA MONICA FORTALEZA 05.426.755/0001-76 3443.2019/04-019
AGUA SANTANA SANTANA DO ACARAÚ 23.077.683/0001-80 3796.2018/10-1168
AGUA SAO CAETANO AQUIRAZ 19.649.046/0001-64 4074.2018/02-1199
AGUA SAO CARLOS FORTALEZA 12.442.541/0001-59 4013.2018/12-1180
AGUA SÃO JOSE APUIARÉS 21.450.491/0001-42 4215.2019/06-1260
AGUA SERRA AZUL FORTALEZA 22.938.164/0001-05 4163.2018/06-1222
AGUA SERRA VERDE MASSAPÊ 22.781.469/0001-48 3685.2018/11-1005
AGUA VIRGEM MARIA PEDRA BRANCA 21.395.391/0001-60 4139.2019/06-1008
AGUA VITORIA BOA VIAGEM 19.165.632/0001-33 3931.2018/12-914
AGUA VITORIA EUSÉBIO 11.058.456/0001-29 3882.2018/01-830
AGUA.COM E AGUA MAE RAINHA AQUIRAZ 06.189.243/0001-04 4060.2018/12-837
AGUAS ADICIONADAS DE SAIS GOTAS DE ORVALHO CAUCAIA 23.928.750/0001-23 4006.2018/03-1006
AGUAS ADICIONADAS DE SAIS MINERAIS-EMANUEL FORTALEZA 22.673.831/0001-67 4259.2019/05-987
AGUAS AQUALINAS PACATUBA 18.160.410/0001-65 3976.2018/12-1025
AGUAS FLOR DE LIS PACAJUS 21.669.283/0001-39 4185.2019/05-957
AGUAS NEVES PIQUET CARNEIRO 10.917.129/0001-12 3752.2018/11-1179
AGUAS PURAZUL CAUCAIA 10.882.045/0001-90 4090.2018/03-065
AGUAS SAO JORGE FORTALEZA 14.819.800/0001-43 3897.2018/11-932
AGUAS SIM CAUCAIA 17.819.144/0001-77 4032.2019/03-843
AGUASSU FORTALEZA 18.796.704/0001-88 3954.2018/12-1075
AKIAGUA FORTALEZA 10.473.748/0001-65 4035.2018/04-502
AQUIRAGUA AQUIRAZ 18.193.241/0001-60 3993.2018/11-859
BENAGUA CAMOCIM 04.235.205/0001-07 3797.2018/10-939
CACHOEIRA DA SERRA MARACANAÚ 12.570.554/0001-03 4317.2019/07-481
CAMPANAGUA URUOCA 11.728.343/0001-93 3818.2018/11-155
CLARA AQUIRAZ 63.392.294/0001-64 4078.2019/04-333
CLARAFINNA FORTALEZA 09.391.976/0001-07 3919.2018/11-067
CLAREZA FORTALEZA 06.017.135/0001-46 4179.2019/04-018
CLARISSIMA FORTALEZA 13.630.018/0001-19 4087.2019/02-1016
CRISTAIS D AGUA FORTALEZA 20.735.414/0001-76 3756.2018/11-937
DAFONTE FORTALEZA 18.716.475/0001-44 3834.2018/10-928
DONA IVONE FORTALEZA 14.362.104/0001-50 4005.2018/12-749
ESTRELA D’AGUA AMONTADA 20.476.445/0002-30 3955.2018/12-1011
ESTRELA D’AGUA FRECHEIRINHA 20.476.445/0001-50 3925.2018/11-892
FG INDUSTRIA DE AGUA ITAREMA 17.215.006/0001-89 4258.2019/05-791
FLOR D AGUA- AGUA ADICIONADA DE SAIS FORTALEZA 13.141.135/0001-19 3509.2018/11-1049
FLORAGUA CANINDÉ 16.667.011/0002-40 3841.2018/11-923
FONTE AZUL CAUCAIA 24.059.929/0001-54 4376.2019/08-1090
FONTE NOVA FORTALEZA 18.716.349/0001-90 4330.2019/09-1358
FORALDA AGUAS ENVASADAS CAUCAIA 11.717.151/0001-81 4124.2019/04-471
FORTAGUA FORTALEZA 05.433.239/0001-79 3904.2018/11-227
GRANJAGUA GRANJA 22.057.203/0001-57 3757.2018/10-1039
GUALIVITA – CRISTALINA DO ALTO ARACATI 11.582.384/0001-14 3946.2018/12-1031
H 2 O EXPRESS CASCAVEL 10.930.284/0001-79 4055.2019/03-878
ILUMINAGUA AQUIRAZ 18.099.470/0001-10 4061.2018/12-824
IMPERIO AGUAS MARANGUAPE 24.568.275/0001-94 4443.2019/08-1593
JP AGUA UMIRIM 24.128.759/0001-12 3988.2018/03-1378
K & K INDUSTRIA E COMERCIO DE AGUAS LTDA ICAPUÍ 20.024.354/0001-83 4220.2019/05-993
KY-VIDA FORTALEZA 00.182.100/0001-86 4094.2019/03-996
LIMOAGUA LIMOEIRO DO NORTE 26.194.678/0001-46 4406.2019/08-1265
LIND’AGUA LTDA FORTALEZA 12.013.594/0001-54 4080.2018/02-701
MARINAGUA INDUSTRIA DE AGUAS FORTALEZA 05.102.062/0001-28 3979.2018/12-349
MICAL ARACATI 05.222.263/0001-69 4141.2019/05-1241
MINHA FONTE PINDORETAMA 22.428.638/0001-60 3966.2019/02-1266
MYRAGUA FORTALEZA 15.462.036/0001-64 3910.2018/12-895
NATUREZA DO VALE LIMOEIRO DO NORTE 21.454.273/0001-86 4444.2019/09-1592
NB INDUSTRIA DE AGUAS LTDA FORTALEZA 18.494.050/0001-38 4210.2019/05-794
NORDESTINA PENTECOSTE 22.037.681/0001-03 3967.2018/12-1382
PANTHEON SENADOR POMPEU 12.835.277/0001-13 4299.2019/07-508
PINDO AGUA PINDORETAMA 08.960.021/0001-60 4084.2019/02-958
PINGO DE DIAMANTE AQUIRAZ 22.307.894/0001-08 3981.2018/12-1004
PLENITUDE EUSÉBIO 29.058.741/0001-05 4442.2019/08-1594
PONTES INDUSTRIA E COMERCIO DE AGUAS FORTALEZA 15.047.196/0001-47 4367.2019/07-779
PRIME DAFONTE FORTALEZA 18.302.639/0001-97 4324.2019/07-873
QUIAGUA QUIXERAMOBIM 07.892.456/0001-52 3762.2018/10-111
R DE F DE SOUSA BRITO CAMOCIM 25.695.571/0001-19 3686.2018/10-1258
REALFINA FORTALEZA 17.110.243/0001-85 3717.2018/09-831
RENAGUA FORTALEZA 07.546.953/0001-07 4071.2019/03-358
RS COMERCIO DE AGUAS FORTALEZA 24.648.661/0001-96 4244.2019/06-1220
SANTA ISABEL QUIXERAMOBIM 18.010.057/0001-37 4223.2019/05-833
SANTA MARA BOA VIAGEM 12.968.886/0001-40 4313.2019/07-654
SANTA MARTA FORTALEZA 09.634.597/0001-09 3719.2018/11-362
SANTA RITA AGUA ADICIONADA DE SAIS SÃO GONÇALO DO AMARANTE 22.385.962/0001-49 3945.2018/12-1410
SANTA SOPHIA FORTALEZA 04.764.277/0001-41 4153.2019/04-332
SANTIAGO FORTALEZA 07.289.749/0001-40 4049.2019/03-355
SEMPRE CARIÚS 11.636.075/0001-80 4168.2019/06-900
SO AGUA SOBRAL SOBRAL 26.214.076/0001-03 3900.2018/11-1242
TODA LEVE AGUAS FORTALEZA 04.390.608/0001-20 3820.2018/12-866
TOP AGUAS AQUIRAZ 03.894.973/0001-00 3927.2018/12-129
TROPICAL IND E COM DE AGUAS ENVASADAS EUSÉBIO 20.473.276/0001-02 3965.2018/12-961
UIRAPURU FORTALEZA 05.582.038/0001-33 3923.2018/12-334
VENEZA UBAJARA 18.259.926/0001-61 3645.2018/10-829
YPORA FORTALEZA 18.809.782/0001-70 4077.2019/04-1287
ZELE EUSÉBIO 15.517.393/0001-82 4146.2019/03-858

RELAÇÃO DAS EMPRESAS DE ÁGUA MINERAL,
REGULARIZADAS NA VIGILÂNCIA SANITÁRIA

MARCA MUNICÍPIO CNPJ ALVARÁ
ACACIA IPÚ 02.112.450/0001-00 4246.2019/06-232
ADORAGUA SÃO GONÇALO DO AMARANTE 07.741.637/0001-88 4114.2019/07-089
AGROINDUSTRIAL DE BEBIDAS MINERAGUA DA SERRA TIANGUÁ 22.950.009/0001-04 4101.2019/03-1528
AGUA MINERAL CRISTALINA DO ALPES JUAZEIRO DO NORTE 08.472.909/0001-54 3795.2018/11-704
AGUA MINERAL SERRA GRANDE SÃO BENEDITO 03.415.812/0001-96 3837.2019/11-255
AGUA SEIVA PORANGA 15.840.490/0001-01 4019.2018/12-1517
BRINGEL E CARVALHO INDUSTRIA DE BEBIDAS BARBALHA 07.978.179/0001-03 4380.2019/08-095
BRISA DA SERRA IPÚ 07.952.637/0001-27 4279.2019/07-228
CAMBARA CRATO 06.331.369/0001-63 4286.2019/08-209
INDAIA BRASIL AGUAS MINERAIS LTDA HORIZONTE 00.048.785/0028-92 3779.2018/11-906
LITORAGUA AQUIRAZ 04.728.025/0001-67 4119.2019/05-383
MAIS SABOR MINERACAO LTDA AQUIRAZ 09.661.683/0001-00 3644.2018/09-061
MINERADORA DE AGUA LIMPIDA AQUIRAZ 41.427.337/0001-67 4360.2019/06-011
NATURAGUA FORTALEZA 07.576.952/0001-05 3792.2018/10-388
NATURAGUA HORIZONTE 07.576.952/0004-40 4053.2018/01-1525
NEBLINA GUARAMIRANGA 05.346.329/0001-22 4068.2019/04-195
OLYMPIA MINERAL PACOTI 03.312.597/0001-06 4067.2019/04-363
ORVALHO DA SERRA GUARACIABA DO NORTE 07.793.016/0001-48 3723.2018/10-417
PACOTY AGUA MINERAL PACOTI 06.032.496/0001-61 3917.2018/12-364
SAO GERALDO JUAZEIRO DO NORTE 00.420.097/0001-91 4289.2019/07-008
SERRABELLA CRATO 01.352.542/0001-96 3875.2018/11-096

Calendário de vacinação

 

Prevenir a doença é melhor do que tratá-la. E a vacinação é uma das medidas mais importantes e eficazes de prevenção. A vacina estimula o sistema imunológico a produzir anticorpos que destroem os micro-organismos invasores (bactérias ou vírus) tornando a pessoa, assim, imunizada. A Secretaria da Saúde do Ceará reforça a importância de a população ficar atenta ao calendário vacinal e manter a rotina de imunização, atualizando a caderneta de vacinação.

 

Cada faixa etária tem sua vacina específica e todas as vacinas, com exceção da Influenza, ficam disponíveis fora do período de campanhas. Quanto mais pessoas são imunizadas, mais comunidades são protegidas contra doenças e menor é a chance de contaminar outras pessoas. Conforme o Calendário Nacional de Vacinação, as vacinas estão disponíveis para crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes.

      

 

 

Clique aqui para baixar o Calendário Nacional de Vacinação 2019