Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar


 
O Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA) foi criado pelo Decreto nº 527, de 1º de abril de 1939, inicialmente como Hospital Central da Polícia Militar do Ceará – HPM/CE.
 
Em 13 de setembro de 1993, o HPM/CE passou a atender por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) na gestão básica e ação especializada, em convênio realizado com a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa). A ação levou a unidade a uma classificação de hospital de média complexidade, com capacidade instalada de 72 leitos.
 
No ano de 2011, o Decreto 30.554 de 30 de maio, em seu artigo 8º, incluiu o HPM na estrutura organizacional da Sesa, com a denominação de Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA). Em agosto do mesmo ano, a tradicional Maternidade Nossa Senhora de Fátima foi reinaugurada após reforma e está em pleno funcionamento com 20 leitos.
 
Desde então, a instituição alterou seu modelo de gestão, focando a atuação em obstetrícia e neonatologia, clínica médica e clínica cirúrgica, tendo como objetivo uma maior desenvoltura junto à rede hospitalar e trazendo avanço na qualidade do atendimento. Atualmente, o Hospital José Martiniano de Alencar é uma unidade de retaguarda e tem projetos em andamento para ser regularizado como hospital terciário.
 

Missão

Prestar atendimento interdisciplinar; promover atividades de ensino e pesquisa e aprimorar as técnicas de assistência em saúde mental, a fim de contribuir para a reabilitação biopsicossocial e reintegração dos portadores de transtornos mentais ao contexto sócio-familiar.
 

Visão

Ser um referencial público de excelência na assistência, ensino e pesquisa, líder e inovador em tecnologia na área de saúde mental.
 

Valores

a) Ética como princípio básico.
b) Excelência dos serviços prestados.
c) Humanização na relação médico, paciente e colaboradores.
d) Transparência na gestão.