Coordenadorias Regionais de Saúde

3 de julho de 2018 - 14:31

Regionalização da Saúde
A regionalização é a diretriz do Sistema Único de Saúde – SUS que orienta o processo de descentralização das ações e serviços de saúde e os processos de negociação e pactuação entre os gestores.

A regionalização da Saúde do Ceará está representada por 22 regiões de saúde e 5 macrorregiões de saúde (Fortaleza, Sobral, Sertão Central, Litoral Leste/Jaguaribe e Cariri), onde se estrutura o Sistema Estadual de Saúde.

Objetivos da regionalização
– Garantir acesso, resolutividade e qualidade das ações e serviços de saúde.
– Garantir a integralidade na atenção à saúde, entendida como um conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos exigidos para cada caso, em todos os níveis complexidade do Sistema.
– Reduzir desigualdades sociais e territoriais e promover a equidade, sem distinção entre as pessoas, sem preconceitos ou privilégios, produzindo uma discriminação positiva para os mais necessitados.
– Fortalecer o papel dos estados e dos municípios para que exerçam suas funções gestoras, visando racionalizar os gastos e otimizar a aplicação dos recursos.

Regiões de Saúde
O que são?
São espaços geográficos contínuos constituídos por agrupamento de Municípios limítrofes, delimitadas a partir de identidades culturais, econômicas e sociais e de redes de comunicação e infraestrutura de transportes compartilhados, com a finalidade de integrar a organização, o planejamento e a execução de ações e serviços de saúde (Decreto nº 7.508 de 28 de junho de 2011).

Critérios que delimitaram as Regiões de Saúde no Ceará
– Malha viária
– Proximidade dos municípios
– Deslocamento da população aos serviços de saúde
– Capacidade máxima dos serviços de saúde, existente nos municípios
– Sentimento de pertencimento e interdependência
– Disposição política para pactuação

Macrorregiões de Saúde
As macrorregiões são formadas por um conjunto de regiões que convergem para os pólos terciários de Fortaleza, Sobral, Sertão Central, Litoral Leste/Jaguaribe e Cariri.
A atenção terciária é constituída por serviços ambulatoriais e hospitalares especializados de alta complexidade e alto custo, tais como serviços de urgência e emergência, atenção à gestante de alto risco, cardiologia, oncologia, neurologia e atenção ao paciente grave. Garante o acesso à quimioterapia, radioterapia, terapia renal substitutiva, exames hemodinâmicos, medicina nuclear, radiologia intervencionista e exames de diagnose de maior complexidade. Assegura também tratamento intensivo, como serviços de urgências clínicas e cirúrgicas e, traumatologia e ortopedia proveniente de traumas, nas 24 horas.

Diretrizes de organização das Regiões
– Organização da atenção primária em cada município, cuja estratégia é o Programa de Saúde da Família – PSF e os Hospitais de Pequeno Porte – HPP.
– Organização da atenção secundária, ou seja, dos serviços ambulatoriais e hospitalares especializados de média complexidade, pactuados entre o Estado e o conjunto de
municípios, considerando a otimização dos recursos e a resolutividade, para a garantia do atendimento à população da região.  Por exemplo, os Hospitais-polo; Centros de Especialidades Odontológicas Regionais – CEO’s Regionais; Centros de Atenção Psico-sociais – CAPS; Laboratórios Regionais de Saúde Pública; Policlínicas, Unidades de Pronto Atendimento – UPAS.

Ofertarão prioritariamente as especialidades básicas de pediatria, gineco- obstetrícia, traumato-ortopedia, clínica médica, cirurgia geral, com serviços de urgência emergência 24 horas, e ambulatório de psiquiatria, odontologia especializada, otorrinolaringologia, oftalmologia, mastologia, cardiologia, gastroenterologia, urologia, neurologia, angiologia e endrocrionologia.

– Pactuação: cada região terá uma Comissão Intergestores Regional – CIR, espaço de negociação e pactuação das ações e serviços de saúde no âmbito da região.
– Controle público: serão fortalecidos os conselhos municipais de saúde, serão criados os Fóruns regionais de Conselheiros da Saúde e será articulado o ministério público para o controle das ações e serviços de saúde na defesa dos interesses da coletividade.
– Organização em cada região, da vigilância sanitária; vigilância epidemiológica; vigilância ambiental; controle de endemias e sistema de informações em saúde
– Implementação da assistência farmacêutica; controle e avaliação; apoio diagnóstico e terapêutico na região
– Redes de Atenção à Saúde: formadas por um conjunto de ações e serviços de saúde articulados em níveis de complexidade crescente, com a finalidade de garantir a integralidade da assistência à saúde, na respectiva área de atuação.
– Integração: os níveis de atenção primária, secundária e terciária, formarão um sistema integrado, utilizando-se de mecanismos articuladores, dentre estes as redes de atenção e as centrais de regulação regionais e macrorregionais para viabilizarem o sistema de referência e contra-referência de usuários
– Mobilização social: a população, lideranças e profissionais de saúde deverão ser envolvidos na construção desse processo.
– Gestão compartilhada e solidária: estão sendo viabilizadas novas formas de gestão através de consórcios públicos de saúde, firmados entre os entes federativos, ou seja, Estado e Municípios.

Instância Estadual nas Regiões de Saúde
Cada região tem um órgão de representação da Secretaria Estadual da Saúde, denominada Coordenadoria Regional de Saúde – CRES, com exceção da região de Cascavel, criada pela Resolução n.º 10/2005 do Conselho Estadual de Saúde –CESAU, que ficará técnico-administrativamente sob a responsabilidade da Coordenadoria Regional de Fortaleza. A Coordenadoria Regional dispõe de uma estrutura organizacional, com um responsável: o coordenador regional de saúde e dois assessores diretos: um assessor técnico e um assistente técnico administrativo financeiro. Conta também com uma equipe técnica de apoio. Têm as seguintes atribuições e funções

Atribuições
– Implementação das políticas estaduais de saúde em âmbito regional.
– Assessoramento na organização dos serviços nas regiões.
– Orientação, planejamento, acompanhamento, avaliação e monitoramento das atividades e ações de saúde em âmbito regional, segundo normas técnicas.
– Promoção e articulação inter-institucional;
– Gestão do sistema de referência e contra-referência no âmbito regional;
– Execução de outras atividades e ações de competência estadual no âmbito regional.

Funções
– Coordenar: serão espaços de representação da SESA e de Coordenação do Sistema Único Estadual em âmbito regional.
– Informar: deverão assegurar que os municípios manejem a informação adequada ao seu nível de complexidade e no âmbito regional, consolidar as informações, alimentar o sistema de informação estadual analisar e retro-alimentar os municípios, mantendo estreito relacionamento com o nível central da SESA.
– Responsabilidade: deverão implementar os procedimentos necessários para assegurar que os municípios observem as normas técnicas e avaliar as necessidades de assessoria.
– Realidade: deverão programar suas ações considerando as necessidades regionais, obedecendo a flexibilidade necessária para que os municípios se adequem às diversidades locais existentes.

Instrumentos de Gestão Regional
As Coordenadorias Regionais de Saúde deverão se utilizar de mecanismos gerenciais para o desenvolvimento de suas atribuições, dentre os quais:

Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde – COAP
É um acordo de colaboração firmado entre entes federativos (União, Estado e Municípios) com a finalidade de organizar e integrar as ações e serviços de saúde na rede regionalizada e hierarquizada, com definição de responsabilidade, indicadores e metas de saúde, critérios de avaliação de desempenho, recursos financeiros que serão disponibilizados, formas de controle e fiscalização de sua execução e demais elementos necessários à implementação integrada das ações e serviços de saúde. (Decreto nº 7.508 de 28 junho de 2011).

Plano Diretor de Regionalização – PDR
Instrumento que regulamenta o processo de regionalização da assistência à saúde da população. Trata das intenções de reestruturação dos serviços de saúde existentes e estratégicos para as regiões; contem o desenho final de identificação e o reconhecimento das regiões e das macrorregiões de saúde e os desenhos das redes regionalizadas de atenção à saúde, conforme estabelecido no Decreto nº 7.508 de 28 de junho de 2011.

Plano Diretor de Investimento – PDI
– Instrumento que define o perfil de atendimento e necessidades de investimento das unidades de saúde do Sistema Único de Saúde, baseado no Plano Diretor de Regionalização.

Programação Pactuada e Integrada – PPI
– A Programação Pactuada e Integrada – expressa as responsabilidades do Estado e dos municípios para a assistência à saúde da população, organizada de modo regionalizado, hierarquizado e integrado, orientada atualmente pelo Plano Diretor de Regionalização da Saúde do Estado.

– Os recursos do SUS estadual e municipal originam-se do próprio tesouro dessas respectivas esferas, bem como das transferências federais ao Estado e aos municípios. Devem estar consubstanciados no orçamento, identificados nos fundos de saúde e utilizados nas ações e serviços previstos nos planos de saúde e programação pactuada e integrada.

Plano de Educação Permanente em Saúde
– Instrumento que norteia as necessidades de capacitação de recursos humanos na área da saúde, no âmbito do Sistema Único de Saúde, em cada macrorregião.

Políticas, Planos de Qualidade e Humanização
– Mecanismos utilizados para a melhoria da qualidade e humanização das ações e serviços do Sistema Único de Saúde, no âmbito da região, tais como: Programa de melhoria do acesso e da qualidade na atenção primária (PMAQ), protocolos clínicos; acreditação e certificação de unidades assistenciais como hospitais, policlínicas e centros de especialidades odontológicas; mapa de riscos, etc.

Colegiado Interno de Gestão da Coordenadoria Regional de Saúde
– Cada coordenadoria regional de saúde implantou o Redimensionamento dos Processos de Trabalho, onde dispõe de um Colegiado Interno de Gestão, composto por seus três gestores (coordenador regional, assessor técnico e assistente técnico administrativo-financeiro) e por representantes dos grupos de trabalho (grupo de vigilância à saúde, grupo de atenção à saúde, grupo de gestão estratégica e participativa, grupo de recursos humanos e grupo de apoio logístico). Esse colegiado é alimentado por um Plano de Atividades para a Coordenadoria Regional de Saúde.

Comissão Intergestores Bipartite – CIR
– Cada região possui uma CIR com a finalidade de pactuar a organização e o funcionamento das ações e serviços de saúde, bem como pactuar os aspectos operacionais, financeiros e administrativos da gestão compartilhada do SUS, as diretrizes gerais sobre as regiões de saúde, as diretrizes regionais para a organização das redes de atenção, e as referências da atenção à saúde para o atendimento da integralidade da assistência.

É constituída por representantes da Secretaria Estadual de Saúde ou seja o Coordenador Regional, o Assessor Técnico e o Assistente Técnico da Coordenadoria Regional de Saúde – CRES e por todos os Secretários Municipais de Saúde da região.

Plano Estadual de Saúde
– O Plano Estadual de Saúde é um instrumento que orienta a gestão do SUS estadual. Apresenta as intenções e os resultados a serem buscados no período de quatro anos, expressos em objetivos, diretrizes e metas.

– Alem do Plano Estadual de Saúde, o Plano de Gestão Regional também é um instrumento que norteia as ações internas da Coordenadoria Regional de Saúde na Região.

Plano Plurianual – PPA
– Instrumento que contém os compromissos do governo através de programas, objetivos, metas e iniciativas com respectiva repercussão financeira, para um período de quatro anos.

Programação Anual de Saúde
– Instrumento que operacionaliza as intenções expressas no Plano de Saúde, cujo objetivo é determinar o cumprimento de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde, como também da gestão do SUS estadual, expresso em diretrizes, objetivos, metas, indicadores e orçamento anual.

Relatório Anual de Gestão – RAS
– É um instrumento de comprovação da execução do Plano Estadual de Saúde e suas recomendações. Conterá uma seção especifica relativa aos compromissos assumidos no âmbito do Contrato Organizativo da Ação Pública de Saúde – COAP.

– O Relatório de Gestão Regional também é um instrumento anual de avaliação e prestação de contas da Coordenadoria Regional de Saúde.

Organograma das Coordenadorias Regionais de Saúde – CRES

COORDENADORIAS REGIONAIS DE SAÚDE

alt

1ª CRES | Fortaleza
Compõe a Macrorregião e Fortaleza

Esta Coordenadoria  Regional responde técnico-administrativamente pela região de Fortaleza e de Cascavel.

Av. Olavo Bilac, nº 1200 – Presidente Kennedy
CEP: 60320-000
Fone: (85) 3101 2710 a 2721 / FAX: (85) 3101 2718
e-mail: fortaleza@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Ana Maria Girão Neri

Região de Fortaleza
Composição municipal (região):
Total populacional: 2.715.151 hab
– Aquiraz 76.186 hab
– Euzébio 49.455 hab
– Fortaleza 2.551.805 hab
– Itaitinga 37.705 hab

_________________________________________________________________________________________
alt

2ª CRES | Caucaia
Compõe a Macrorregião de Fortaleza

Rua Gois nº 82
Bairro: Grilo,
CEP:61.600-320
Fone: (85) 3101-3370 a 3377 / FAX: (85) 3101-2710
e-mail: caucaia@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Francisca Verônica Moraes de Oliveira

Total populacional: 593.902 hab
Composição municipal (região):
– Apuiarés 14.397 hab
– Caucaia 34.493 hab
– General Sampaio 6.591 hab
– Itapagé 50.211 hab
– Paracuru 32.919 hab
– Paraipaba 31.413 hab
– Pentecoste 36.442 hab
– São Gonçalo do Amarante 46.247 hab
– São Luiz do Curu 12.663 hab
– Tejussuoca 18.083 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

3ª CRES | Maracanaú
Compõe a Macrorregião de Fortaleza

Rua João Conrado n.º 400 – Bairro: Pajuçara
CEP: 61.900-000
Fone: (85) 3101-5425 a 5430 / FAX: (85) 3101-5430
e-mail: maracanau@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Benedita de Oliveira

Total populacional: 517.454 hab
Composição municipal (região):

– Acarape 16.011 hab
– Barreira 20.371 hab
– Guaiuba 25.310 hab
– Maracanau 217.922 hab
– Maranguape 120.405 hab
– Pacatuba 77.723 hab
– Palmácia 12.624 hab
– Redenção 27.088 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

4ª CRES | Baturité
Compõe a Macrorregião de Fortaleza

Av. Francisco Braga Filho 1015- Conselheiro Estelita
CEP: 62.750-000
Fone: (85) 3347-4220 a 4225 / FAX: (85) 3347-4220
e-mail: baturite@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Maria Fátima Ferreira de Oliveira

Total populacional: 136823 hab
Composição municipal (região):

– Aracoiaba 25.988 hab
– Aratuba 11.482 hab
– Baturite 34.512 hab
– Capistrano 17.470 hab
– Guaramiranga 3.909 hab
– Itapiuna 19.409 hab
– Mulungu 12.196 hab
– Pacoti 11.857 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

5ª CRES | Canindé
Compõe a Macrorregião do Sertão Central

Rua Célio Martins nº 736
Bairro: Imaculada Conceição
CEP: 62.700-000
Fone:(85) 3343 6800 à 6808 / FAX:(85) 3343-6800
e-mail: caninde@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Vânia Maria Cavalcante de Sousa

Total populacional: 201678 hab
Composição municipal (região):

– Boa Viagem 53.608 hab
– Canindé 76.439 hab
– Caridade 21.236 hab
– Itatira 19.861 hab
– Madalena 19.017 hab
– Paramoti 11.517 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

6ª CRES |  Itapipoca
Compõe a Macrorregião de Fortaleza

Rua Urbano Barbosa, 546 – Centro
CEP: 62.500-000
Fone: (88) 3673.7000 a 7008 / FAX: (88) 3673-7000
e-mail: itapipoca@saude.ce.gov.br
Coordenadora: José Mario do Couto

Total populacional: 285.608 hab
Composição municipal (região):

– Amontada 41.227 hab
– Itapipoca 122.220 hab
– Miraíma 13.259 hab
– Trairí 53.561 hab
– Tururu 15.224 hab
– Umirim 19.349 hab
– Uruburetama 20.768 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

7ª CRES | Aracati
Compõe a Macrorregião do Litoral Leste/Jaguaribe

Vila Isaura nº 01, Bairro Farias Brito
CEP: 62.800-000
Fone: (88) 3446 2590 a 2598 / FAX: (88) 3446 2595
e-mail: aracati@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Gláucia Porto de Freitas da Costa

Total populacional: 114.048 hab
Composição municipal (região):
– Aracati 71.749 hab
– Fortim 15.603 hab
– Icapuí 19.129 hab
– Itaiçaba 7.567 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

8ª CRES | Quixadá
Compõe a Macrorregião do Sertão Central

Rua Juscelino Kubitschek, nº 199 – Alto São Francisco
CEP: 63.900-000
Fone: (88) 3445-1000 a 1005 / FAX: (88) 3445-1005
e-mail: quixada@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Antônio Weliton Xavier Queiroz

Total populacional: 316101 hab
Composição municipal (região):

– Banabuiu 17.775 hab
– Choró 13.195 hab
– Ibaretama 13.155 hab
– Ibicuitinga 11.890 hab
– Milhã 13.207 hab
– Pedra Branca 42.643 hab
– Quixadá 83.990 hab
– Quixeramobim 75.565 hab
– Senador Pompeu 26.656 hab
– Solonópole 18.025 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

9ª CRES | Russas
Compõe a Macrorregião de Fortaleza

Av. Dom Lino, n.º508 – Centro
CEP: 62.900-000
Fone: (88) 3411-8500 a 8508 / FAX: (88) 3411-8503
e-mail: russas@saude.ce.gov.br
Coordenador: Israel Guimarães Peixoto

Total populacional: 196.063 hab
Composição municipal (microrregião):

– Jaguaretama 18.040 hab
– Jaguaruana 33.174 hab
– Morada Nova 62.287 hab
– Palhano 9.126 hab
– Russas 73.436 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

10ª CRES | Limoeiro do Norte
Compõe a Macrorregião do Litoral Leste/ Jaguaribe

Rua Antônio Joaquim, 2135 – Centro
CEP: 62.930-000
Fone: (88) 3423-6950 a 6955 / FAX: (88) 3423 6950
e-mail: limoeiro@saude.ce.gov.br
Coordenador: Helmo Nogueira de Sousa

Total populacional: 222.195 hab
Composição municipal (região):
– Alto Santo 16.767 hab
– Ererê 7.041 hab
– Iracema 14.011 hab
– Jaguaribara 10.892 hab
– Jaguaribe 34.683 hab
– Limoeiro do Norte 57.372 hab
– Pereiro 16.063 hab
– Potiretama 6.278 hab
– Quixeré 19.772 hab
– São João do Jaguaribe 7.829 hab
– Tabuleiro do Norte 30.018 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

11ª CRES | Sobral
Compõe a Macrorregião de Sobral

Av. Jonh Sanford n.º 2239 – Junco
CEP: 62.030-000
Fone: (88) 3614-9277/ 9243/ 9224/ 9225 / Fax: (88) 3614-9162
e-mail: sobral@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Mônica Souza Lima

Total populacional: 629.957 hab
Composição municipal (região):
– Alcântaras 11.171 hab
– Cariré 18.629 hab
– Catunda 10.218 hab
– Coreaú 22.653 hab
– Forquilha 22.998 hab
– Frecheirinha 13.402 hab
– Graça 15.281 hab
– Groairas 10.668 hab
– Hidrolândia 19.882 hab
– Ipu 41.190 hab
– Irauçuba 23.202 hab
– Massapê 36.854 hab
– Meruoca 14.377 hab
– Moraújo 8.393 hab
– Mucambo 14.335 hab
– Pacujá 6.131 hab
– Pires Ferreira 10.556 hab
– Reriutaba 19.281 hab
– Santa Quitéria 43.358 hab
– Santana do Acarau 31.133 hab
– Senador Sá 7.210 hab
– Sobral 197.663 hab
– Uruoca 13.348 hab
– Varjota 18.024 hab

_________________________________________________________________________________________

alt
12ª CRES | Acaraú
Compõe a Macrorregião de Sobral

Rua Capitão Diogo Lopes nº 233, bairro: Centro
CEP: 62.580-000
Fone: (88) 3661-1905 e 1916 / Fax: (88) 3661-1883
e-mail: acarau@saude.ce.gov.br
Coordenador: Lázaro Pereira da Cunha

Total populacional: 220.576 hab
Composição municipal (região):

– Acarau 60.137 5hab
– Bela Cruz 31.804 hab
– Cruz 23.344 hab
– Itarema 39.494 hab
– Jijoca de Jericoacoara 18.292 hab
– Marco 25.944 hab
– Morrinhos 21.561 hab

_________________________________________________________________________________________

alt

13ª CRES | Tianguá
Compõe a Macrorregião de Sobral

Rodovia Ce, nº187, Km 2 – Bairro: Frecheiras
CEP: 62.320-000
Fone: (88) 3671-9300 a 9305 / FAX: (88) 3671-9302
e-mail: tiangua@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Gandavya Aguiar Machado Diniz

Total populacional: 306.828 hab
Composição municipal (região):

– Carnaubal 17.282 hab
– Croatá 17.569 hab
– Guaraciaba do Norte 38.832 hab
– Ibiapina 24.458 hab
– São Benedito 45.653 hab
– Tianguá 72.110 hab
– Ubajara 33.205 hab
– Viçosa do Ceará 57.719 hab

________________________________________________________________________________________

alt

14ª CRES | Tauá
Compõe a Macrorregião do Sertão Central

Rua Moacir Pereira Gondim , nº 88 – Colibris
CEP: 63.600-000
Fone: (88) 3437-1086/ 1634 / 1665 / FAX: (88) 3437 1665
e-mail: taua@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Maria Dulce Feitosa

Total populacional: 113.258 hab
Composição municipal (região):

– Aiuaba 16.784 hab
– Arneiroz 7.766 hab
– Parambu 31.462 hab
– Tauá 57.246 hab

________________________________________________________________________________________

alt

15ª CRES | Crateús
Compõe a Macrorregião de Sobral

Av. Sargento Herminio s/n – Bairro: dos Venâncios
CEP: 63.700-000
Fone: (88) 3692 3370 à 3375 / FAX: (88) 3692-3371
e-mail: crateus@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Flávio Carvalho Soares

Total populacional: 295.565 hab
Composição municipal (região):

– Ararenda 10.723 hab
– Crateús 74 103 hab
– Independência 25.946 hab
– Ipaporanga 11.500 hab
– Ipueiras 38.159 hab
– Monsenhor Tabosa 16.984 hab
– Nova Russas 31.692 hab
– Novo Oriente 28.075 hab
– Poranga 12.203 hab
– Quiterianópoles 20.505 hab
– Tamboril 25.675 hab

________________________________________________________________________________________

alt

16ª CRES | Camocim
Compõe a Macrorregião de Sobral

Rua José Maria Veras n.º 1486
CEP: 62.400-000
Fone: (88) 3621 6480 à 6486 / FAX: (88) 3621-6486
e-mail: camocim@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Maria Ione de Sousa

Total populacional: 153.682 hab
Composição municipal (região):

– Barroquinha 14.771 hab
– Camocim 61.918 hab
– Chaval 12.865 hab
– Granja 53.435 hab
– Martinópole 10.693 hab

________________________________________________________________________________________

alt

17ª CRES | Icó
Compõe a Macrorregião do Cariri

Rua Raimunda Pereira de Melo, nº. 545 – Bairro: Centro
CEP: 63.430-000
Fone: (88) 3561-5500 a 5508 / FAX: (88) 3561-5505
e-mail: ico@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Luciana Barreto Araújo

Total populacional: 170.862 hab
Composição municipal (região):

– Baixio 6.165 hab
– Cedro 24.958 hab
– Icó 66.885 hab
– Ipaumirim 12.256 hab
– Lavras da Mangabeira 31.435 hab
– Orós 21.503 hab
– Umari 7.660 hab
– Várzea Alegre 39.651 hab

________________________________________________________________________________________

alt
18ª CRES | Iguatu
Compõe a Macrorregião do Cariri

Rua 13 de Maio, s/n – Planalto
CEP: 63.500-000
Fone: (88) 3581-9400 a 9405 / 9411 a 9413 / FAX: (88) 3581-9401
e-mail: iguatu@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Tereza Cristina Mota de Souza Alves

Total populacional: 315.459 hab
Composição municipal (região):

– Acopiara 52.661 hab
– Cariús 18.815 hab
– Catarina 19.676 hab
– Iguatu 100.053 hab
– Irapuan Pinheiro 9.360 hab
– Jucás 24.351 hab
– Mombaça 43.493 hab
– Piquet Carneiro 16.169 hab
– Quixelô 15.046 hab
– Saboeiro 15.835 hab

________________________________________________________________________________________

alt

19ª CRES | Brejo Santo
Compõe a Macrorregião de Cariri

Rua: Manoel Antônio Cabral nº 609 – Bairro: Luzia Leite
CEP: 63.260-000
Fone: (88) 3531- 4800 à 4805 / FAX: (88) 3531 4800
e-mail: brejosanto@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Emery Ciana Figueiredo Vidal

Total populacional: 210.792 hab
Composição municipal (região):

– Abaiara 11.089 hab
– Aurora 24.716 hab
– Barro 22.104 hab
– Brejo Santo 47.218 hab
– Jati 7.764 hab
– Mauriti 45.640 hab
– Milagres 28.487 hab
– Penaforte 8.666 hab
– Porteiras 15.108 hab

________________________________________________________________________________________

alt

20ª CRES | Crato
Compõe a Macrorregião de Cariri

Av. Brig. José Sampaio de Macêdo s/n – Bairro: São Miguel
CEP: 63.122-020
Fone: (88) 3102 1254 à 1257 / FAX: (88) 3523 2441
e-mail: crato@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Marina Solano Feitosa Silva

Total populacional: 338.742 hab
Composição municipal (região):

– Altaneira 7.196 hab
– Antonina do Norte 7.172 hab
– Araripe 21.170 hab
– Assaré 22.988 hab
– Campos Sales 27.030 hab
– Crato 126.591 hab
– Farias Brito 19.015 hab
– Nova Olinda 14.908 hab
– Potengi 10.651 hab
– Salitre 15.976 hab
– Santana do Cariri 17.445 hab
– Tarrafas 8.949 hab

________________________________________________________________________________________

alt

21ª CRES | Juazeiro do Norte
Compõe a Macrorregião de Cariri

Rua das Flores, nº 942. – Bairro: Santa Tereza
CEP: 63.050-230
Fone: (88) 3102 -1160 a 1165 / FAX: (88) 3102-1161
e-mail: juazeiro@saude.ce.gov.br
Coordenadora: Georgia Xavier Esmeraldo Arrais

Total populacional: 412. 620 hab
Composição municipal (região):

– Barbalha  57. 818 hab
– Caririaçu 26.821 hab
– Granjeiro 4.569 hab
– Jardim 27.067 hab
– Juazeiro do Norte 261.289 hab
– Missão Velha 35.056 hab

________________________________________________________________________________________

alt

22ª CRES | Cascavel

Total populacional: 311.211 hab
Composição municipal (região):
– Cascavel 68.926 hab
– Pacajús 66.510 hab
– Beberibe 51.442 hab
– Chorozinho 19.187 hab
– Ocara 24.829 hab
– Horizonte 60.584 hab
– Pindoretama 19.733 hab

::.Plano Diretor de Regionalização (PDR) 2006