lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Bancos de leite humano
Qua, 10 de Agosto de 2016 16:39

alt

Redes de amamentação no Ceará

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, realiza ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. O Ceará é o primeiro do Nordeste e o sétimo do país em números de bancos de leite humano. Atualmente, o Estado tem nove bancos de leite humano, 14 postos de coleta de leite materno e 16 salas de apoio à mulher trabalhadora que amamenta, certificadas pelo Ministério da Saúde. Destas, seis ficam em hospitais da rede pública do Governo do Estado: Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Geral César Cals, Hospital Infantil Albert Sabin, Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar, Hospital Geral Waldemar Alcântara, em Fortaleza, e Hospital Regional Norte, em Sobral.

Na rede pública de saúde do Governo do Estado, a população tem uma estrutura de assistência e incentivo ao aleitamento materno por meio dos bancos de leite humano do Hospital Regional Norte, em Sobral, inaugurado há um ano, Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Geral Dr. César Cals e Hospital Infantil Albert Sabin, em Fortaleza. Os postos de coleta e os bancos de leite humano atendem a mulheres que desejam doar leite materno e assim, ajudar na recuperação das crianças hospitalizadas. Já as salas de apoio à amamentação são espaços dentro do local de trabalho em que a mulher, com conforto, privacidade e segurança, pode esvaziar as mamas, armazenando seu leite em frascos previamente esterilizados para, em outro momento, oferecê-lo ao filho.     

A doação de leite humano é um ato voluntário de mulheres que estão amamentando. Elas doam aos bancos de leite humano o leite excedente para ser processado e distribuído com qualidade certificada a bebês hospitalizados, preferencialmente aqueles que nasceram prematuros e/ou com baixo peso. São crianças que ainda não podem ser alimentadas diretamente ao seio materno e suas mães nesse momento tem grande dificuldade de produzir e retirar o leite para os filhos. A necessidade de receber a doação de leite humano é constante nos bancos de leite.

Os bancos de leite humano do Hospital Geral de Fortaleza e Hospital Infantil Albert Sabin contam com uma equipe multidisciplinar disponível, de segunda à sexta-feira, das 7 às 17 horas, para atender gratuitamente às mães com dúvidas sobre amamentação, àquelas que desejam saber como doar o leite materno e também a outras pessoas solidárias que queiram doar frascos de vidro para estocar o leite doado, além de ter o serviço de coleta do leite em domicílio. Já o banco de leite do Hospital Geral César Cals funciona 24 horas. Ou seja, funciona todos os dias, inclusive finais de semana e feriados. E também faz coleta do leite doado em domicílio.

Para as mães que estão amamentado e moram na região de Sobral, o atendimento no banco de leite do Hospital Regional Norte ocorre todas as quartas-feiras, das 7 às 18 horas. A equipe multidisciplinar dos bancos de leite humano é formada por pediatra, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, nutricionista e farmacêutico.

alt

Onde doar leite materno

Banco de Leite do Hospital Geral Dr. César Cals
Atendimento: 24 horas por dia, todos os dias da semana
Avenida do Imperador, 545, Centro, Fortaleza
0800 286-5678 / 3101-5367
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Banco de Leite do Hospital Infantil Albert Sabin
Atendimento: segunda a sexta-feira, das 7 às 17h
Rua Tertuliano Sales, 544-B, Vila União, Fortaleza
0800 280-4169
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Banco de Leite Humano do Hospital Geral de Fortaleza
Atendimento: segunda a sexta-feira, das 8 às 16h
Rua Ávila Goulart, 900, Papicu, Fortaleza
(85) 3101-3335

Banco de Leite Humano do Hospital Regional Norte
Atendimento: todas as quartas-feiras, das 7 às 18 horas
Av. John Sanford, 1.505, Bairro Junco, Sobral
(88) 3677-9467

Hospital São Vicente de Paula
Atendimento: domigo a domingo, das 6 às 18 horas
Av. Cel. João Coelho, 299 - Centro, Barbalha
(88) 3532-7100, ramal 278

Maternidade Escola Assis Chateaubriand
Atendimento: segunda a sexta-feira, 7 às 19 horas
Rua Coronel Nunes de Melo, s/n, Rodolfo Teófilo, Fortaleza
(85) 3366-8509
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Hospital e Maternidade São Lucas
Atendimento: domingo a domingo, 7 às 19 horas
Rua São Benedito, s/n, São Miguel, Juazeiro do Norte
(88) 3511-4742
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Hospital Geral de Maracanaú
Atendimento: segunda a sexta-feira, 7 às 16 horas
Praça Henrique Mendes, s/n, Centro, Maracanaú
(85) 3521-5545

Hospital Jesus Maria José
Atendimento: segunda a sexta-feira, 7 às 17 horas
Av. Francisco Almeida Pinheiro, 2268, Planalto Universitário
(88) 3412-0681
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Como fazer a coleta do leite materno

A maioria das mulheres que estão amamentando produz leite em excesso, especialmente do terceiro ao quinto dia após o parto. A produção do leite depende do esvaziamento da mama e, quanto mais a mulher esvazia as mamas, mais leite ela será capaz de produzir. Assim, as mães que desejam doar leite materno para ajudar na recuperação dos bebês hospitalizados, podem estocar o leite em vidros de café solúvel esterilizados e doá-los para os bancos de leite humano. O leite deve ser conservado no congelador por até 10 dias. E caso seja descongelado, não pode ser congelado novamente.

Preparo do frasco para guardar o leite

- Lave um frasco com tampa de plástico (café solúvel, por exemplo), retirando o rótulo e o papel de dentro da tampa.
- Coloque o frasco e a tampa em uma panela, cobrindo-os com água.
- Ferva por 15 minutos, contando o tempo a partir do início da fervura.
- Escorra sobre um pano limpo até secar.
- Feche o frasco sem tocar com a mão na parte interna da tampa.
- O ideal é deixar vários frascos preparados.

Higiene pessoal antes de iniciar a coleta

- Lave as mãos e os braços até o cotovelo com bastante água e sabão.
- Lave as mamas apenas com água.
- Seque as mãos e as mamas com toalha limpa.

Local adequado para retirar o leite

- Escolha um lugar confortável, limpo e tranquilo.
- Forre uma mesa com pano limpo para colocar o frasco e a tampa.
- Evite conversar durante a retirada do leite.

Como fazer para retirar o leite

- Massageie as mamas com a ponta dos dedos, fazendo movimentos circulares no sentido da parte escura (aréola) para o corpo.
- Coloque o polegar acima da linha onde acaba a aréola.
- Coloque o dedo indicador e médio abaixo da aréola.
- Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo.
- Aperte o polegar contra os outros dedos até sair o leite.
- Pressione e solte. A manobra não deve doer. No começo o leite pode não fluir, mas depois de pressionar algumas vezes, o leite começa a sair com mais facilidade.
- Despreze os primeiro jatos ou gotas.
- Abra o frasco e coloque a tampa sobre a mesa forrada com um pano limpo, com a abertura para cima.
- Colha o leite no frasco, colocando-o debaixo da aréola.
- Mude a posição dos dedos ao redor da aréola para esvaziar todas as áreas.
- Alterne a mama quando o fluxo de leite diminuir e repita a massagem e o ciclo várias vezes.
- Lembre que ordenhar leite de peito adequadamente leva mais ou menos 20 a 30 minutos, em cada mama, especialmente nos primeiros dias.
- A retirada do leite pode ser feita ao mesmo tempo nas duas mamas.
- Após terminar a coleta, feche bem o frasco.

Como conservar o leite ordenhado

- Após a coleta, guarde imediatamente o frasco na geladeira, congelador ou freezer.
- Leite cru (não pasteurizado) pode ser conservado em geladeira por até 12 horas, e, no freezer ou congelador, por até 15 dias.

Como oferecer o leite ordenhado à criança

- O leite deve ser oferecido, de preferência, utilizando-se copo, xícara ou colher.
- Para alimentar o bebê com leite ordenhado congelado, este deve ser descongelado, de preferência dentro da geladeira. Uma vez descongelado, o leite deve ser aquecido em banho-maria fora do fogo. Antes de oferecer o leite à criança, é preciso agitar suavemente para misturar bem o leite.


Benefícios do aleitamento materno

Para o bebê

- O leite materno tem tudo o que o bebê precisa até os 6 meses, inclusive água, e é de mais fácil digestão do que qualquer outro leite, porque foi feito para ele.
- Funciona como uma verdadeira vacina, protegendo a criança de muitas doenças.
- Além disso, é limpo, está sempre pronto e quentinho.
- A amamentação favorece um contato mais íntimo entre a mãe e o bebê.
- Sugar o peito é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, ajuda a ter dentes bonitos, a desenvolver a fala e a ter uma boa respiração.

Para a mãe

- Reduz o peso mais rapidamente após o parto.
- Ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia de anemia após o parto.
- Reduz o risco de diabetes.
- Reduz o risco de câncer de mama e de ovário.
- Pode ser um método natural para evitar uma nova gravidez nos primeiros seis meses desde que a mãe esteja amamentando exclusivamente (a criança não recebe nenhum outro alimento) e em livre demanda (dia e noite, sempre que o bebê quiser) e ainda não tenha menstruado.


 

 

Calendário

Setembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30