lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Políticas de Saúde Organização de Serviços Atenção Especializada Saúde Bucal
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Saúde Bucal

DIRETRIZES DA POLÍTICA ESTADUAL DE SAÚDE BUCAL 2007 - 2010


Doenças tais como cárie dentária e doença periodontal têm provocado uma série de preocupações sociais. Estudos epidemiológicos mostram que apesar de todo avanço no controle das doenças bucais através do processo de fluoretação das águas de abastecimento público, da inserção da Equipe de Saúde Bucal na Estratégia da Família e do acesso aos Centros de Especialidades Odontológicas-CEO, muito ainda precisa ser feito.

Além da dor de dente, mau hálito, dentes cariados, restos radiculares que incomodam, dentes tortos e falta de dentes, existem outras demandas silenciosas que necessitam URGENTEMENTE de atenção. Pacientes com fissuras lábio palatal, portadores de deficiências, com lesões pré-cancerígenas e com traumas dentários e ósseos encontram-se, por vezes, órfãos de uma atenção mais do que justa, inclusive respaldados de um dos princípios mais importantes do Sistema Único de Saúde, o da EQUIDADE. Então, há de se perguntar:

- Onde estão estas pessoas que não se manifestam?
Talvez à espera da iniciativa pública para o enfrentamento destes problemas.

Neste sentido, o Governo do Estado do Ceará não medirá esforços para além da ampliação do acesso aos serviços odontológicos básicos e especializados de qualidade, propiciar a estruturação de uma Política Integral e Humanitária de atenção aos mais necessitados.

Daí faz-se necessário uma estratégia onde possamos juntos construí-la.
Entidades filantrópicas, públicas, sociedade civil organizada, enfim todos interessados na construção de uma sociedade mais justa e equânime.

Após uma série de discussões com entidades odontológicas e oficinas regionais realizadas em todo Estado, o Governo do Estado através da Secretaria da
Saúde irá comprometer-se, PRINCIPALMENTE e OBJETIVAMENTE, com os seguintes desafios:


ATENÇÃO PRIMÁRIA

- Assessorar os gestores municipais no processo de fluoretação das águas de abastecimento público.

- Realizar um levantamento epidemiológico em saúde bucal no período 2007-2010.

- Realizar oficinas anuais com técnicos das Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES) e coordenadores municipais de saúde bucal.

- Realizar no ano de 2010 o “I Congresso Cearense de Saúde Bucal Coletiva”.

- Promover ações de prevenção, detecção precoce, assistência e reabilitação de pacientes acometidos pelo câncer bucal e fissuras lábio palatina.

- Incentivar as ações coletivas, em especial, a prática da escovação dental supervisionada.

- Realizar cursos de aperfeiçoamento em GESTÃO PÚBLICA DE SISTEMAS DE SAÚDE para coordenadores municipais de saúde bucal e diretores dos CEO.

- Publicar um Guia de Trabalho em Saúde Bucal onde contenham informações básicas sobre como organizar/ estruturar um sistema público de saúde bucal.

- Produzir materiais educativos em saúde bucal em parceria com o Núcleo de Atenção Primária à Saúde (NUAP).


ATENÇÃO SECUNDÁRIA

- Construir e equipar 16 Centros de Especialidades Odontológicos (CEO) a serem instalados nas microrregionais de saúde.

- Custear em parceria com o Ministério da Saúde e Prefeituras Municipais 22 Centros de Especialidades Odontológicos (CEO) Regionais.

- Realizar oficinas anuais com gerentes dos CEO regionais e municipais para esclarecimentos sobre o processo de trabalho, enfocando-se principalmente, metas, organização do serviço, agendamento, faltas, avaliação, custeio, protocolos clínicos, referência e contra-referência.

- Criação/estruturação do serviço de emergência odontológica no CEO Joaquim Távora.

- Reestruturação do CEO Rodolfo Teófilo.

- Definir pactuação intermunicipal para os CEO Regionais junto às CIB - R.

- Firmar convênio com a Universidade Federal do Ceará (UFC) com o objetivo da obtenção de laudos histopatológicos para o diagnóstico precoce de lesões précancerígenas.

- Estruturação do centro cirúrgico do CEO Centro para atenção ao paciente portador de necessidade especial.

- Reestruturação de toda infra-estrutura da rede assistencial odontológica da Secretaria Estadual da Saúde.

- Criação de um Centro de Especialidades Odontológicas- Meireles, com atenção prioritária para pacientes portadores de deficiências.


ATENÇÃO TERCIÁRIA

- Diagnosticar o perfil dos serviços hospitalares público e da rede suplementar em atendimento odontológico hospitalar.

- Solicitar aos gestores municipais onde existam serviços de odontologia hospitalar que atualizem os registros das Fichas de Cadastro Ambulatorial, Sistema de Informação Hospitalar, Fichas de Programação Orçamentária e Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde dos municípios.

- Viabilizar o atendimento cirúrgico hospitalar, reabilitação ortodôntica, fonoaudiológica, psicológica e fisioterápica de pacientes com fissura labial palatal (Hospital Infantil Albert Sabin, Hospital Geral de Fortaleza, Cariri, Zona Norte e Quixadá).

- Criar serviços de referências em Odontologia Hospitalar nas macrorregiões (Fortaleza, Sobral, Cariri) e Quixadá, para oferta de procedimentos de Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilo Facial (CTBMF) e atendimento a pacientes portadores de necessidade especiais.


Centros de Especialidades Odontológicas-CEO implantados no Estado do Ceará

 1ª CRES FORTALEZA

Fortaleza
- CEO Rodolfo Teófilo
- CEO Joaquim Távora
- CEO Floresta
- CEO Centro

 4ª CRES BATURITÉ

Baturité
- CEO Dr. José Marcelo de Holanda

 12ª CRES ACARAÚ

Acaraú
- CEO Dr. Nestor de Paula Ribeiro Pessoa

 13ª CRES TIANGUÁ

Ubajara
- CEO Dr. Antenor Isaías de Andrade

 19ª CRES BREJO SANTO

Brejo Santo
- CEO Manoel Inácio Torres

 21ª CRES JUAZEIRO DO NORTE

Juazeiro do Norte
- CEO Dr. Ticiano Van Den Brule Matos


Atualizado em: 29 de outubro de 2011.


 

Calendário

Novembro 2014
D 2a 3a 4a 5a 6a S
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 1 2 3 4 5 6